Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Cabeça no Ar

"Sou uma parte de tudo aquilo que encontrei no meu caminho..." - Alfred Tennyson.

De Cabeça no Ar

"Sou uma parte de tudo aquilo que encontrei no meu caminho..." - Alfred Tennyson.

Mulher enjoada = gravidez

Segundo o Google, se uma mulher sente enjoos, está automaticamente grávida. Um homem pode sentir-se enjoado. Pode ter sido alguma coisa que comeu ou podem ter sido as proteínas que lhe caíram mal. Mas uma mulher não pode sentir-se enjoada sem levar com a pergunta da praxe: "Estás grávida?".

 

E se resolvermos procurar os sintomas da gravidez? De repente sentimos as cólicas, a dor nas mamas, as náuseas e os vómitos ficam mais acentuados, lembramos da prisão de ventre de há uma semana atrás, sentimos a barriga inchada, senti-mo-nos mais cansadas, temos desejos alimentares estranhos (apesar de também os termos quando estamos na TPM), gases, tonturas, variações de humor, dor de cabeça...enfim, fazemos check na lista toda!

 

Mas a gravidez passa assim que descobres que os enjoos foram provocados por aquela baba de camelo estranha que comeste no almoço de sábado...

Ser adulto é chato

Ninguém me disse que ser adulto implicava trabalhar, pelo menos, 40h por semana e com jeito, num ambiente que te sugue a energia e a motivação. Ninguém me contou que trabalhar na área que gostamos e ganhar razoavelmente bem, era um sonho só pra quem tem o factor C unha. Ninguém me avisou que havia responsabilidades e facturas pra pagar. Ninguém me disse que ia ficar cheia de rugas de expressão. Ninguém me avisou que nunca ia juntar dinheiro suficiente pra comprar uma casa por causa da quantidade de impostos que servem pra nada e das taxas absurdas dos Bancos pra fazerem nenhum e da quantidade de "papantes" a viver à custa da Segurança Social. Ninguém me disse que tinha prazo de validade pra ser mãe. Ninguém me contou que pra ser adulto tinha que ter os pés assentes na terra e deixar de sonhar. Ninguém me avisou que comer Chocapic era de criança. Ninguém me disse que o meu metabolismo muda e que chega a um ponto que qualquer coisa te provoca gases...

 

Recuso-me a ser adulta! Não quero!

c2d558e56e664a9c5a095463ba417db2.jpg

 

Follow Chic'Ana, just because!

E porque hoje é friday, vou dar-vos um sítio que podem follow à vontade! Falo-vos da Chic'Ana.

 

Este cantinho da Ana é aquele cantinho onde só ganham em ir visitar. Ganham bons momentos e ganham risadas. Foi dela que veio o meu primeiro comentário ao blog, e foi com esse comentário que pensei "Eish...afinal há quem leia estas tretas" 😲 Depois disso, foi dos primeiros blogs que comecei a ler e cada história é uma dose de boa disposição.

 

Esta é a Chic'Ana. Visitem. Não se vão arrepender!

 

Conhecem o método 3D Cross Eyed?

Não deixa de ser um método engraçado mas não é recomendado para todas as pessoas e não convém abusar.

 

Afinal o que é este método "3D Cross Eyed"?

 

Este método consiste em ter 2 imagens de ângulos diferentes, colocadas uma ao lado da outra e assim permitir ver uma fotografia em 3D usando apenas os nossos olhos, sem recorrer a óculos nem nada.

 

Parece complicado, mas basicamente o que temos que fazer é ficar vesgos...eu sei, é estranho. Mas quando conseguimos fazer isto pela primeira vez, até se torna engraçado. Mas lá está, não convém abusar!

 

Como ver em 3D?

 

1. Centralize a visão normalmente, vendo as duas fotos

2. A seguir fique vesgo a ponto de enxergar 2 imagens de cada

3. Vá descruzando os olhos de forma a prestar a atenção na área colorida

4. A seguir os seus olhos vão juntar as duas imagens centrais das 4, sobrepondo uma sobre a outra

5. Se conseguiram fazer isto bem, já estão a ver em 3D. 😊

 

Se estiver complicado podem seguir estes passos com imagens aqui

 

 

 

 

 

Podem ver estas e outras fotografias aqui.

 

Espero que gostem mas, por favor, sejam responsáveis 😏✌

Chorando em PT-BR

Não me digam que a língua brasileira é fácil. Sim, pra vc que fica assistindo novela da Globo deve ser o máximo, mas para os outros comuns mortais que não assistem, fica difícil perceber!

Este foi o diálogo que eu tive, nos inícios, com uma colega de trabalho brasileira daquelas com sotaque mesmo cerrado:

 

Eu: "M. precisava da sua ajuda com este assunto."

 

M.: "Já feiz a sua istjimatjiva? Você coloca a variavéu a notji núli purqui a tabela mensau istóqui tein qui sê testada en disenvôuvimentu. Aí, o outjiputji da tabela tein qui sê iguau aus resultadus qui istão no eqsseu. Si não istjiver iguau você tein qui entrá no gaídji e ver para cada uma dais tabelas temporárias, o qui é qui istá si perdendo. Pécebeu?"

 

 Fonte:GIFsec

Anda tudo perdido...

Perdeu-se o amor. Perdeu-se a felicidade. Perdeu-se a chama. Perdeu-se a paciência.

 

Já não há passeios ao luar. Nem cavalheirismo. Nem graciosidade. Nem cumplicidade. Nem respeito. As pessoas já não se aturam uma vida toda. Desistem. Desistem dos filhos, desistem dos pais, desistem dos maridos, das esposas, desistem do trabalho, desistem de si. Já não há paciência para consertar o que partiu. Se partiu, arranja-se novo. As pessoas andam chateadas, irritadas. As pessoas não falam umas com as outras. Não ficam felizes com a felicidade das outras. Já não há as chapadas no intervalo. Agora há um grupo de 10 miúdos à espera para espancarem 1. Há violência e ódio e guerras. Há dor e mágoa e rancor.

 

Falta amor. Amor por si, amor pelos outros, pelas árvores e pelos animais, pela família e pelo trabalho, pelos feriados e pelo crochet. Pelos piqueniques no parque e pelos raios de sol. Falta-nos olhar o mundo com os olhos de uma criança...

 

Felizmente, no meio de tantas notícias más, de tanta infelicidade, aparecem aqueles seres de luz que fazem com que recuperemos a fé na humanidade. Quer seja o bombeiro que deu de beber a um koala durante um incêndio, ou os polícias que deram um par de sapatos a uma velhinha que andava descalça ou até aquele casal que está junto à 70 anos e continua apaixonado. São gestos pequenos mas que fazem aquecer o coração no meio desta brutalidade em que vivemos.

 

Sê a mudança que queres ver no mundo. - Mahatma Ghandi

Bimby Manual: Quadrados de Muesli, Banana e frutos secos

IMG_20170219_094234_wm.jpg

 Câmara: Huawei Y625

 

Ingredientes:

1 banana madura
Muesli à escolha (usei este do Lidl)
2 ovos
6 colheres de sopa de farinha (usei farinha branca, mas se quiserem podem substituir por farinha de amêndoa, aveia, chia ou outra à escolha)
Canela q.b.

 

Preparação:

Untar uma forma pequena com manteiga e farinha. Esmagar a banana com um garfo até ficar papa. Juntar canela a gosto. Adicionar o muesli em doses generosas até a mistura ficar com um aspecto mais seco. À parte bater dois ovos e juntar ao preparado anterior. Misturar bem. Adicionar a farinha, envolver tudo muito bem e levar ao forno a 180º durante 10min (ou consente queiram a massa mais mole ou mais estaladiça).

 

Também podem adicionar pepitas de chocolate por cima que fica delicioso. 

 

Estes quadrados ficam molinhos e são bons para repor a energia depois do treino ou em qualquer outra altura.

Mensagens Escondidas #1

...em Leiria.

leiria_#1.jpg

 

Skyr, cadê você?

Iogurte grego, chega pra lá que o mundo fit tem um novo amor: o Skyr.

 

E o que é isto do Skyr?

 

Apesar de estar no corredor dos iogurtes, o Skyr é um queijo islandês feito a partir de leite desnatado. É um produto cheio de proteína, cálcio e baixo em gordura.

 

O Lidl começou a vendê-lo à relativamente pouco tempo mas tem estado esgotado grande parte do tempo. Já tive a sorte de provar o natural e os de sabores (mirtilo, framboesa, morango e pêssego/maracujá). Pessoalmente, gostei mais dos sabores porque o doce que têm no fundo, ao misturar com o iogurte, fica uma delícia!

 

Posto isto, fui ontem pela milésima vez ao Lidl à procura do iogurte da moda e encontrei lá esta mensagem:

 

 

Opa, achei giro. Há gente que consegue dizer "Deixem de ser tão lambões!" duma maneira fofinha. 😂

Reciclagem

 

Uma colega minha comeu o último bombom da caixa de chocolates Milka e atirou com a caixa para o ecoponto amarelo porque, e passo a citar, "a caixa é uma embalagem".

 

Vou dar-vos uns momentos para assimilar....

Pág. 1/2