Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Cabeça no Ar

"Sou uma parte de tudo aquilo que encontrei no meu caminho..." - Alfred Tennyson. Acho que fica sempre bem uma frase assim mais profunda. Dá outra pinta.

De Cabeça no Ar

"Sou uma parte de tudo aquilo que encontrei no meu caminho..." - Alfred Tennyson. Acho que fica sempre bem uma frase assim mais profunda. Dá outra pinta.

Trabalhe a partir de casa e poupe dinheiro

Hoje, enquanto vinha no comboio, li um artigo sobre os benefícios de se trabalhar a partir de casa e a quantidade de dinheiro que poupas. Fantástico!

 

Caro colega que escreveu o artigo, 

 

Claro que eu preferia levantar-me 15min antes das 9h e trabalhar de pijama. Comer as torradas enquanto leio os emails e no fim passar um paninho no teclado pra tirar as migalhas. Não me importava nada de poupar os 120€ que gasto em transportes e aquelas 3h diárias que gasto nos mesmo, também me davam muito jeito. Aliás! Ia ficar com tanto tempo livre que a princípio nem ia saber como o gastar. Gostava que a minha hora de almoço fosse passada na minha cozinha a preparar uma comida bonitinha para meter no instagram, ou pelo menos ter o prazer de não ter que passar uns 15min na fila da cantina para aquecer umas batatas cozidas que sobraram do jantar e que não tive tempo de preparar nada mais elaborado ou "mais melhor bom" para aquecer no trabalho.

Sim, trabalhar a partir de casa poupava bastante mas não tinha a adrenalina de ir aconchegadinha no metro. O metro pode travar de repente, mas eu nem saio do lugar tal é o aconchego. Ah! Sem contar que para trabalhar a partir de casa era preciso cair uma chuva de lava para que o chefe aprovasse a minha estadia...e com jeito ainda me perguntava se eu não conseguia mesmo ir pro escritório.

 

Bem, e agora tenho que ir trabalhar porque se não terminar tudo até à minha hora de saída, tenho que ficar mais tempo e apanhar o comboio seguinte e isso é chato.

 

 

Cancelar vida adulta

Não estou preparada para ser adulta!

Desisto.

Eu pensava que ser adulta era um prolongamento da adolescência, com um plus que era arranjar um emprego que adoravas e pelo qual eras bem paga para fazer quase nada. Sem contar que ao chegar a casa tinhas a tua mãe a fazer aqueles maravilhosos pratos de comida e não sabias o que era pó porque a casa estava sempre limpa.

Não precisavas de passar 45 minutos no corredor do detergente da roupa para decidir se queres em pó, cápsulas ou líquido. E no fim, a roupa não fica a cheirar bem...

Descobres que nada se faz sozinho: a cama não se faz sozinha, o jantar não se faz sozinho, a roupa não se lava sozinha, o frigorífico não se enche sozinho,... é desilusão atrás de desilusão.

Achas que vais ter tempo de ser uma blogger famosa com tempo para cinema, fazer as unhas, depilação, maquilhagem, workshops, comida saudável, desporto e no meio disto tudo ainda arranjar tempo para viajar e fazer reviews de hotéis 5 estrelas. Mas afinal o teu tempo resume-se a ter pernas de urso o inverno todo e fazer o jantar de pijama enquanto vês o folheto do Lidl para perceber se há boas promoções nessa semana.

 

Portanto, foi bom este test-drive pela vida adulta, mas agora a sério, onde é que eu posso cancelar?